um tributo à minha mãe!

Meu avô certamente não sabia na época o significado do nome que estava colocando em sua primeira filha de um total de 08 filhos… “Josefa”, de significado belíssimo: “aquele que acrescenta”, “acréscimo do Senhor” ou “Deus multiplica”. É a variante feminina de José, que tem origem no hebraico Yosef, que significa “Ele acrescentará”.
Cresceu numa família pobre, tendo pai barbeiro por profissão e mãe criadora e educadora de filhos… vieram de São José da Mata e com muito esforço seu Manú conseguiu comprar sua casa na rua Marinheira Agra 207 no José Pinheiro, que existe até o presente sendo hoje, morada de sua filha Lucicleide. Carinhosamente conhecida como “Zefinha”, cresceu sua primeira filha assumindo desde cedo grandes responsabilidades na ajuda de criar seus outros irmãos, especialmente os mais novos Lucicleide e Alécio. Aprendeu a bordar, costurar, pintar, fazer as mãos e cozinhar entre tantas coisas que a tornaram uma grande mulher! Casou-se cedo com apenas 18 anos e teve 05 filhos e para eles dedicou toda a sua vida com muito amor e carinho. Seu zelo e cuidado nos finais de tardes na década de 60 com cada um dos filhos era incontestável… pegava cada um deles, colocava numa bacia e dava-lhes banho gelado, enxugando-os cada um deles em seguida com uma toalha! Costumava levar a todos para a calçada para esperar a chegada do pai Joel em sua velha barata ou gordini, que ao descer abraçava cada um dos filhos… a noite sem falhar colocava cada um dos filhos na cama, rezava uma ave maria, um pai nosso, uma salve rainha, também a oração do anjo, colocava a coberta, dava um beijo e a benção. Sua jornada como esposa não foi fácil, pois teve que acompanhar seu esposo em muitas mudanças, tendo que mudar de cidade pelo menos duas vezes, residindo em Lagoa Seca e posteriormente em Pilões, cidades do interior. Enfrentou várias crises financeiras e teve que participar ativamente na contribuição financeira da manutenção da família costurando por muitas horas varando a madrugada para manter o mínimo conforto da família. Por muitos anos também vendeu picolés para melhorar a renda financeira. Viu seu amado marido, ter que mudar de profissão muitas vezes, dentre elas: vendedor de camisas, carteiro, vendedor de ovos, proprietário de loja de auto peças, gerente de posto de gasolina, comerciante vendedor de caldo de cana e vendedor em loja de peças de automóveis. Certamente uma das maiores aflições de sua vida foi ter que acompanhar a teimosia do marido em não querer se operar de uma úlcera duodenal por medo de morrer e esta o importunava muito com dores longas e profundas… várias vezes ela e seus filhos presenciaram-no sofrer, sem poder fazer nada, gritando de dores, rolando pelo chão… Constantemente tinha que fazer uma dieta especial para ele em épocas de crise, a base de comida líquida e pastosa. Não era fácil… essa forte mulher perdeu seu esposo, muito nova com apenas 42 anos em 1981, quando num acidente de carro, tendo 55 anos, partiu para o outro lado da vida, deixando-a viúva com 05 filhos. Dali em diante precisou encontrar muita força para superar àquela dor profunda e a encontrou levando uma vida de abnegação a serviço de seus familiares cuidando intensamente de sua mãe querida, doente de diabetes. Foram muitas idas e vindas a clínicas, laboratórios e hospitais por pelo menos 32 anos até que em 2013 sua mãe também fez sua eterna viagem.
Sem dúvidas seu nome faz sentido, pois sempre recebeu muita força do Senhor para vencer cada etapa de sua difícil jornada na vida. Dotada de um espírito forte; quando necessário sabe ser dura e autêntica; tem um espírito de caridade inigualável e sempre procurou ajudar seu próximo… Passa todo o ano economizando e comprando presentes, para no natal dar uma lembrançinha a cada filho, neto, bisneto, sobrinho, irmão, etc… se pudesse daria a todos… é impressionate sua capacidade de lembrar a data de aniversário de cada um… pode esperar no dia de seu aniversário, prepara-se para acordar cedo com um telefonema para receber os parabéns!!! Se você ficar doente, pode ter a certeza que ela estará rezando por você e pedindo sua proteção ao Senhor. Além do que, certamente será a primeira a chegar em sua casa ou no hospital onde você estiver…
Em meio a tantos momentos difíceis também passou por muitos momentos de alegria e felicidade… fez alguns passeios marcantes com seus filhos, entre eles praias, sítios e romarias. Com seu infinito amor adquiriu uma nova filha, Rejane, que engrandeceu sua família com mais alegria e felicidade. Acompanhou o crescimento de cada filho, o casamento de cada um deles, e de forma maravilhosa tem visto o nascimento de seus netos e bisnetos ao longo dos anos que darão perpetuidade a sua grande família… tem aproveitado bem sua melhor idade, viajando com sua amiga Maria Coelho e mais recentemente com suas novas companheiras de viagem suas irmãs Socorro, Cleide e Lucicleide. Uma brava lutadora, líder nata, por que não dizer uma grande heroína… Josefa, Zefinha, uma mulher, filha, irmã, mãe, avó, bisavó e amiga a ser seguida. Muito obrigado por existir e por dar a todos nós, o que mais precisamos, amor e carinho. Nessa linda comemoração de seu aniversário de 80 anos, todos juntos, expressamos nossa eterna gratidão e carinho e dizemos em voz uníssona: “Nós te amamos”. Seus filhos: Joel, Joelma, Joéliton, Joedna, Joelba e Rejane e igualmente todos os seus netos, bisnetos, irmãos, sobrinhos e agregados